quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Actividades Realizadas em 2015


Por ordem cronológica:


29 e 30 de Agosto - Serra da Cabreira - Mergulhando pelos Poços de Agra

28 de Junho - Serra d' Arga - Em Busca de Minas Perdidas e Lagoas Encontradas

14 de Junho - Galiza -  Em Busca do Teixedal de Casaio
13 de Junho - P. N. Somiedo - Trilho dos Lagos de Saliência
12 de Junho - Maciço do Ubiña -  Ascenção à Peña Ubiña Grande e à Pequena também

31 de Maio - Serra da Peneda - Calcorreando ao Pedrinho da Peneda/Soajo

3 de Maio - País Vasco - Calcorreando por Bilbau & Cueva Pozalagua
2 de Maio - País Vasco - Calcorreando no Bosque Pintado, Guernika e Gaztelugatxe
1 de Maio - Cantábria - Calcorreando no Bosque de Sequóias e Gruta "El Castillo"

18 e 19 de Abril - Serra da Cabreira - o "Bosque Marcado" (guia: Rui França)

11 de Abril - Famalicão - Caça ao Tesouro das Eiras (Geocaching) & Árvores Gigantes

4 de Abril - V. N. Cerveira - Calcorreando do Cervo ao Convento pelos Caminhos do Escultor

21 de Março - Salreu, Buçaco e Penacova - BioRia, Trilho do Adernal e Moinhos de Vento

7 de Março - Castro Laboreiro - Calcorreando pelo Planalto ao Giestoso (1.345m)

21 e 22 de Fevereiro - Serra da Cabreira - Floresta Encantada & Sequóias

8 de Fevereiro - Marco de Canaveses - Calcorreando em Tongobriga

25 de Janeiro - Serra da Estrela - Calcorreando por Belmonte & Sortelha
24 de Janeiro - Serra da Estrela - Calcorreando pelos Cântaros e Covão d'Ametade

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Actividades Realizadas em 2014


Por ordem cronológica:


27 de Dezembro - Serra do Gerês - Calcorreando com os Dronedários (... é Segredo)

14 de Dezembro - Serra da Peneda - Ascenção das Penameda's

30 de Novembro - Serra do Gerês - Geira Romana com Seis Pontes (ou mais)

2 de Novembro - Serra Amarela - Qual a Côr da Serra Amarela??? (da Ermida à Louriça, mais conhecida por "Onde está o Paulo?")

19 de Outubro - Penafiel - Calcorreando na Rota do Românico... e Pré-Românico

4 de Outubro - Penafiel - Calcorreando ao Monte Mózinho... com Magusto

6 de Setembro - Serra do Alvão - Calcorreando pelo Rio Póio até à Cascata XXL

31 de Agosto - Serra da Cabreira - Mergulhando no Poço Negro do Rio Ave
30 de Agosto - Serra do Gerês - Calcorreando à Cascata (Dupla) da Teixeira

13 de Agosto - Serra da Cabreira - Trilho do Poço Azul ou Verde (guia: Rui França)

8 de Agosto -  Sanábria - Calcorreando pelas Três Peñas (Survia, Negra e Trevinca) à Nascente do Tera (17,5kms)
7 de Agosto - Sanábria - Calcorreando pelo Canhão à Vega do Tera (25kms)

2 de Agosto - Chaves - Calcorreando na Raia (Cascata de Segirei e Mergulho no Mente)

27 de Julho - Serra do Soajo - Calcorreando pelas Lagoas do Adrão
26 de Julho - Serra da Cabreira - no Postigo da Candosa com GRUCAMO (guia: Rui França)
25 de Julho - Serra Amarela - Cascata da Ermida ao ritmo do Folk Celta


13 de Julho - Serra da Cabreira - Penedo Furado, Dolmen e Lagoa dos Anjos (guia: Rui França)
12 de Julho - Serra do Gerês - Calcorreando no Topo da Rocalva (apoio: Rocas)

29 de Junho - Auto-Caravanando pela Galiza - Calcorreando no Cabo Home
28 de Junho - Auto-Caravanando pela Galiza - Calcorreando nos Moinhos do Rosal + Loureza

14 de Junho - Serra do Gerês -  Mergulhando em Cela Cavalos
13 de Junho - Montalegre - Há Bruxedo no Ar... com Acampamento

31 de Maio - Penafiel - Calcorreando com Bento sem Freiras (recepção ao Clube de Montanhismo de Braga)

25 de Maio - Serra da Cabreira - Canoando no Ermal (apoio: Rui França)
24 de Maio - Serra do Gerês - a "Prenda" da Calcedónia de H&I

17 de Maio - Santo Tirso - Calcorreando pelas Fervenças à Nascente do Rio Leça e Citânia de Sanfins (Paços de Ferreira)

4 de Maio - Picos da Europa - Calcorreando de Regresso a Bulnes pelo Jou del Urriellu
3 de Maio - Picos da Europa - Ascensão ao Torre Cerredo (2.648m)
2 de Maio - Picos da Europa - Calcorreando pela Amuesa ao Refúgio de Jou de los Cabrones

23 de Março - Serra do Soajo - Serrabiscando pelo Soajo (guia: António C. Jorge)

8 de Março - Penafiel - Calcorreando por Boelhe e Luzim (Românico Ma Non Troppo)

1 de Março - Porto - Calcorreando pelas Margens do Douro (Seis Pontes, Sem Pontes)

23 de Fevereiro - Serra da Cabreira - Serrabiscando pelas Minas da Borralha (guia: António C. Jorge)

07 a 11 de Fevereiro - Andaluzia & Serra Nevada - Ascensão ao Refúgio

2 de Fevereiro - Penafiel - Calcorreando no Trilho das Meninas (por Ribeiras e Levadas de Lagares e Figueira)

25 de Janeiro - Serra de Montemuro - Calcorreando pelas Minas de Moimenta & Trilho do Cabrum

11 de Janeiro - Penafiel/Paredes/Gondomar - Calcorreando d'Ali ao Douro

domingo, 14 de dezembro de 2014

Subida às Penameda's - Serra da Peneda



Percurso calcorreado com Manuel António, Jorge Louro, Rosa Alves, Jorge Ferreira e Ana
Distância: 16kms aprox.




A Penameda, também chamada de Penameda grande pra vincar a diferença relativamente à Penameda Pequena ali ao lado, a sudoeste, é um daqueles locais não muito conhecidos (dos forasteiros) mas que deixa a sua marca aos que por lá se atrevem a atopar!

Esta foi uma aventura que começou com uma chamada do amigo Rui França uma semana antes, chamada telefónica e chamada de atenção pra aquela meda de rocha que sem a notoriedade de uma Rocalva, se erguia também imponente e sobranceira a uma lagoa da Peneda, seca por estes dias devido às obras de manutenção que por ali decorriam e deveriam estar a terminar. Logo se apontou como próximo destino de actividade do Calcorreando e com o adiamento da ida a Mafra no fim-de-semana seguinte, rapidamente se encontrou uma oportunidade para o fazer!

Depois de vários estudos de possíveis trajectos, optou-se por uma solução que para além de ter em conta o facto de os dias serem muito curtos, permitisse tomar diferentes decisões no local, em função das condições atmosféricas algo instáveis que têm sido apanágio das últimas semanas! Acabamos por iniciar o trilho em S. Bento do Cando e não na Gavieira que teria sido a opção escolhida caso estivéssemos com dias mais longos ou tivéssemos encontrado céu limpo no início da manha, algo que também não aconteceu. Assim, a primeira parte foi feita com, relativamente, boa visibilidade para os vales mas com os cumes ocultos em nuvens e nevoeiro... Já depois de subir o maciço e ao passar por perto da Penameda Pequena, deixando para trás o vale do Rio Pomba (que a montante se chama Milharas) em direcção à Chã do Monte, eis que se abrem as nuvens e se destapa por completo a paisagem, situação que se iria manter durante bastante tempo, enquanto calcorreávamos pelo planalto, descobríamos um lago que afinal já tinha água, novamente, ou observávamos que as reparações da represa deixavam um pouco a desejar pois já havia muita água a sair pelas juntas das pedras. Só aquando da aproximação para a subida à Penameda Pequena é que as nuvens voltaram a invadir os cumes e como tal a subida a esta pequena foi feita no meio do nevoeiro.

Bem, eu disse pequena mas não disse fácil, pois que se apesar do acesso lá acima não apresentar grandes dificuldades, o facto de haver zonas muito molhadas devido às recentes chuvadas e a inclinação de certas passagens poderiam só por si demover muitos caminheiros. Já pra os mais afoitos que não se deixassem intimidar com isso a Pequena tinha ainda mais um trunfo e uma prova para lhes dar a superar, é que nos últimos 3-5m de altura havia que subir um degrau, aí com uns 2 metros, para daí sim poder chegar ao seu ponto mais elevado, registado pelo GPS nos 1.148m, embora a carta militar lhe atribua menos 12m (1.136m).



Aqui foi necessária a ajuda de uma escadinha humana e de um pouco de técnica de subida entre-paredes para ultrapassar este obstáculo! Lá em cima, apesar das nuvens, ainda deu para olhar para baixo e ver aquilo que havia nas imediações, além das várias piscininhas que se encontravam no cume desta roca!



Dada a dificuldade da subida e a falta de visibilidade para longe, apenas a Rosa optou por trepar, aproveitando-se da sua estatura pra conseguir passar entre duas rochas e aceder a um local onde a trepada se fazia sem recurso a escadinhas! Algo que não era possível aos restantes, a menos que passassem de rastos! ;)

Com o treino de subida a uma Penameda, estávamos preparados para enfrentar a verdadeira Penameda! A aproximação é feita rodeando esse maciço rochoso (com uma proeminência topográfica superior a 260m) o que permite apreciar a sua imponência e a inviabilidade de alcançar o seu cume por outro local que não o que está traçado e marcado por mariolas por aqueles que antes de nós se aventuraram nessa maluquice de trepar montes e rochas desta magnificência!

Desde a lagoa, não é preciso andar mais de quilometro e meio, pelo PR da Peneda, até ao local em que temos de derivar à direita para iniciar a trepada. Depois de um tramo inicial de forte pendente mas sem dificuldades de maior, surge então a verdadeira muralha onde é necessário encontrar a brecha que nos facilita a entrada da fortaleza… nestas alturas os registos de GPS não nos ajudam muito, sabemos que estamos perto, mas não sabemos como, se por cima ou por baixo duma rocha, através duma abertura entre 2 rochas ou se temos de arranjar umas fissuras para trepar ;)
Neste caso, primeiro vimos uma passagem em túnel, mas como estava com um belíssima poça de agua, preferi contornar, o que se mostrou assertivo. Depois apareceu outra parede por detrás da primeira e aqui surge a dúvida maior já que da conversa com o Rui ficara com a ideia de que haveria um local onde seria necessário trepar entre-paredes, o que aconteceria se optasse pelo caminho da direita, mas aqui a escalada seria de cerca de 3m o que me parecia um pouco exagerado para a descrição que me fora dada, como não tinha a certeza de que o caminho por aí fosse dar a algum lado, de utilidade, optei por procurar uma alternativa mais viável, pois caso contrário o grupo ficaria já partido por ali, pois haveria com certeza quem dispensasse tamanho entretimento! ;)

Regressei pois ao contacto com os demais e tentei pela esquerda, sendo que neste caso era necessário descer alguns metros para depois contornar à direita e subir trepando por degraus de rocha e tufos de terra e urze, degraus bem acentuados que criaram em alguns membros o receio de não serem capazes de fazer tal trepada, no entanto sabia que o pior estava ali e que quem ali estava tinha capacidade para muito mais, pelo que rapidamente se ultrapassou o impasse e assomamos ao topo, o qual não aparece de imediato pois é necessário ainda percorrer um pouco do cabeço rochoso lá no alto, ainda que já com pouca pendente, até se chegar ao ponto mais alto, registado nos 1.268m e, neste caso, confirmado pelo GPS!

Com o objectivo principal alcançado, faltava ainda um outro objectivo, não menos importante, que era o de conseguir ver algo! Algo que se nos afigurava difícil pois desde que iniciámos a aproximação à Penameda que a mesma desaparecera no nevoeiro e só havia visibilidade em cerca de uma centena de metros à volta, no entanto, como estávamos a meio do dia e já por diversas ocasiões o céu se nos tinha revelado em azul celeste, acreditava que uma espera poderia revelar-se frutuosa, o que acabou por acontecer, apesar da impaciência dos restantes, não porque eu fosse mais paciente que eles, mas porque era o único que tinha a mochila com comida ali em cima, já que os restantes optaram por trepar sem mochila e a barriga já há muito que dava horas :D

Acabamos por ver, inicialmente, um pouco das imediações por entre nuvens e, passado um bom bocado, foi possível ver mesmo o azul celestial, as eólicas, a lagoa e o Lima, ou seja, praticamente em todas as direcções, sendo que só o Outeiro Alvo ficou sob um monte de nuvens, ocultando-nos a sua torre que só iriamos poder observar, já na descida, a caminho da Bouça dos Homens.

Depois de ultrapassada a parte mais difícil da jornada, ou seja, a destrepada e já na posse das mochilas, passou-se à acção, com o almoço de confraternização e partilha, com direito a cafezinho com cheirinho, diga-se que já merecíamos :)

Como o Outeiro Alvo se mostrava irredutível em não se deixar mostrar e o dia já ia adiantado, optou-se por deixar esse cume para outro dia e no regresso aproveitamos para conhecer a Bouça dos Homens, a Mamoa do Batateiro (já conhecida do J.Louro que nos explicou a origem deste topónimo) e a paisagem vista a partir da Cabeça do Cando, antes da descida para o seu S. Bento, local que ainda hoje é utilizado como Branda, segundo nos afiançou, no local, um seu habitante…

Brevemente actualização com fotos  ;)

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Actividades Realizadas em 2013


Por ordem cronológica:


29 de Dezembro - Serra da Aboboreira - Calcorreando pela Aboboreira Megalítica

30 de Novembro - Serra da Cabreira - Trilho da Memória com o CMB (guia: Rui França)

17 de Novembro - Sanábria - Calcorreando à Cascata e Lagoa de Sotillo
16 de Novembro - Sanábria - Invernal ao Trevinca (2.120m)

3 de Novembro - Serra do Xurés/Gerês - Calcorreando à Nevosa (com o Vamos Ali)

20 de Outubro - Penafiel - Calcorreando por Lagares

5 de Outubro - Penafiel - Calcorreando Clan.Destino à Necrópole

20 de Setembro - Penafiel - Nocturna ao Castro do Monte Mozinho

25 de Agosto - Penafiel - Calcorreando pela Serra da Boneca (guia: Aucindio Rocha)
24 de Agosto - Penafiel - Calcorreando o Trilho dos Moinhos

18 de Agosto - Serra do Soajo - Miradouros do Ramiscal e Lagoas do Rio Adrão

8 de Agosto - Penafiel - Calcorreando a Quintandona

27 de Julho - Esposende - Calcorreando à Senhora da Guia (guia: António Pilar) 

17 de Julho - Calcorreando na Madeira - da Praia Formosa (Funchal) ao Ilhéu (Câmara de Lobos)
16 de Julho - Calcorreando na Madeira - do Pico Areeiro ao Pico Ruivo (PR1)
15 de Julho - Calcorreando na Madeira - à Ponta de São Lourenço
14 de Julho - Calcorreando na Madeira - do Pináculo à Levada do Norte (PR17 com CS Madeira)
13 de Julho - Calcorreando na Madeira - Vereda dos Balcões, Caldeirão Verde e Caldeirão do Inferno
12 de Julho - Calcorreando na Madeira - Cascata do Risco e Levada das 25 Fontes + Floresta Laurissilva do Fanal

29 de Junho - Praia da Vagueira - Calcorreando na Praia, do Areão ao Paredão (Mira)

17 de Junho - Alpes Franceses -  Parc Naturel de Chartreuse et Cirque de Saint Même
15 de Junho - Alpes Franceses -  Mont Blanc du Tacul

1 de Junho - Serra do Gerês - Onde Estão os Lírios??? (R: escondidos no seu bolbo ;)

26 de Maio - Esposende - Calcorreando do Castro às Mamoas

19 de Maio - Serra do Alvão - Subida do Monte Farinha
18 de Maio - Serra do Alvão - Calcorreando das Levadas às Fisgas

4 de Maio - Galiza - Calcorreando do Monte Aloia ao Galiñeiro

21 de Abril - Serra da Cabreira - Postigo da Candosa e Poço Negro (guia: Rui França)
20 de Abril - Serra do Gerês - Calcorreando para a Maldição da Giesteira

07 de Abril - Penafiel - Calcorreando por Boelhe e Luzim
06 de Abril - Serra do Gerês - Pé de Medela, Borrageiro e Curral das Tábuas

24 de Março - Trilho do Fojo de Cabrita (com os Bandeirantes)
23 de Março - Ajuda à Plantação (+1500 da Vezeira de Fafião)

10 de Março - Penafiel/Paredes/Gondomar - Calcorreando d'Ali ao Douro

23 de Fevereiro - Serra da Cabreira - Exploração (guia: Rui França)

09 a 12 de Fevereiro - Galiza - uma Voltinha Completa ;)

25 a 27 de Janeiro - Picos da Europa - Ruta de Cares; Lagos de Covadonga; Refúgio Andara

12 de Janeiro - Serra do Gerês - Há Neve nos Carris??? (R: havia ;)

domingo, 7 de abril de 2013

Calcorreando por Boelhe e Luzim - Românico Ma Non Troppo

 

Calcorreando por Boelhe e Luzim - Românico Ma Non Troppo


Trilho de interesse, Arqueológico, Paisagístico e Arquitectónico, que se desenvolve pelas Freguesias de Luzim e Boelhe no concelho de Penafiel

Características do Percurso:
      Dificuldade - Nível 3 (Médio)
      Tipo - Pequena Rota, Circular
      Extensão - 12kms

Pontos de Interesse:
      Menir e Gravuras Rupestres;
      Vistas sobre o Rio Tâmega;
      Rota do Românico;
      Praia do Tâmega;
      Pedreiras;
      Antas/Dolmens.





















domingo, 10 de março de 2013

Calcorreando d'Ali ao Douro - Trilho das Minas das Banjas

 

 

Calcorreando d'Ali ao Douro - Trilho das Minas das Banjas


Trilho que se desenvolve por Serras pertencentes aos concelhos de Penafiel, Paredes e Gondomar

Características do Percurso:
      Dificuldade - Nível 3 (Médio)
      Tipo - Pequena Rota, Circular
      Extensão - 16kms

Pontos de Interesse:
      Minas Romanas;
      Vistas sobre o Rio Douro;
      Gruta (tipo Fojo)










segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Actividades Realizadas em 2012


Por ordem cronológica:


29 a 30 de Dezembro - Fim-de-Ano em Sanábria - Cañon del Cardenas, Vega do Conde e Cascata de Sotillo

16 de Dezembro - Lousã - Na Pégada do Veado (take 2)

1 de Dezembro - Covilhã - Invernal à Torre da Serra da Estrela

18 de Novembro - Peneda - Em Busca do Vale Encantado do Ramiscal

21 de Outubro - Penafiel - Trilho dos Moinhos pelo Museu da Broa

20 de Outubro - Penafiel - Calcorreando no Trilho dos Moinhos do Rio Mau

22 de Setembro - Gerês - Calcorreando à Cascata Dupla da Teixeira e Corga da Giesteira

9 de Setembro - Águeda - Calcorreando pelo PR1 na Pateira de Fermentelos

4 de Agosto - Festival Intercéltico de Sendim - Ruta de Ls Celtas

22 de Julho - Penafiel/Paredes - Calcorreando às Minas das Banjas

21 de Julho - Penafiel - Calcorreando ao Castro do Monte Mosinho

8 de Julho - Peneda-Castro Laboreiro - Calcorreando da Ameijoeira à Pena de Anamão

23 e 24 de Junho - Gerês - Pitões, Fte Fria, Nevosa, Cornos Candela, S. João Fraga (Autonomia)

10 a 16 de Maio - Sicília - Vulcano, Stromboli e Etna - nos Vulcões com o C-Land-Destino

28 de Abril - Cordilheira Cantábrica - Ascenção da Peña Ubiña (2.417m)

14 de Abril - Penafiel - Calcorreando por Moinhos e Penedos

30 de Março a 1 de Abril - Pedalando do Porto a Compostela, pelos caminhos de Santiago

18 de Março - Galiza - por Monteferro, Trilho de Couso e Moinhos do Folon e Picon

19 de Fevereiro - Santo Tirso - do Monte Padrão à Citânia de Sanfins e Nascente Rio Leça

18 de Fevereiro - Serra Amarela - Calcorreando pelo Trilho das Casarotas à Louriça

5 de Fevereiro - Serra da Peneda - Calcorreando o Glaciar e Alto Vez

19 a 22 de Janeiro - Tenerife - Pico Teide (3.718m) com início na praia à Cota Zero

7 de Janeiro - Serra do Gerês - Calcorreando da Vila ao Borrageiro